close

Reportagem

Leia também

Exclusivo para assinantesPolítica 2018

Bolsonaro conquistou eleitorado mais masculino, mais branco e mais rico do que adversários do PT em 2010 e 2014

Pesquisas de intenção de voto realizadas antes das últimas três eleições presidenciais apontam que diferenças de gênero, raça e classe na preferência por candidatos se acentuaram em 2018; mulheres, negros e pessoas com renda mensal de até um salário mínimo aderiram menos à candidatura de Bolsonaro do que a adversários do PT em 2010 e 2014

Leia também

Política 2018

ENTREVISTA: Como o discurso de ódio se tornou capital político?

Como os recentes ataques estão relacionados ao fortalecimento do discurso de ódio na arena política? E como este discurso passou a ser usado para angariar votos? Para a cientista política e pesquisadora San Romanelli Assumpção, que atua nas áreas de democracia, direitos humanos e justiça, a conivência da sociedade brasileira com a tortura e a violência é legado não apenas da ditadura militar (1964-1985), mas do regime escravocrata que vigorou oficialmente no país até 1888.
Política 2018

Por que voto em mulher para o Legislativo?

Nesta semana, a Gênero e Número publica vídeos de eleitoras explicando a importância de votar em mulheres para o Legislativo. Um vídeo por dia com argumentos, reflexões e impressões sobre a importância de mulheres ocuparem mais cadeiras nas casas legislativas. Assista aos vídeos já publicados.
Exclusivo para assinantesPolítica 2018

Desencorajadas por falta de apoio de parceiros e acúmulo de funções, mulheres casadas são minoria entre candidatas ao Legislativo

Candidatas solteiras, divorciadas ou viúvas são 60% do total de mulheres que tentam cargo no Legislativo em 2018, enquanto 39% dos homens estão na mesma situação, em cenário que se repete nos últimos 20 anos; proporção de casadas é maior entre eleitas, o que sugere apreço do eleitorado por "modelo de família tradicional", avalia pesquisadora
Direitos reprodutivosExclusivo para assinantesPolítica 2018

Barrado por maioria masculina, projeto de legalização do aborto deixa legado na Argentina

Derrotado por placar de 38 senadores contrários e 31 favoráveis, projeto de legalização da interrupção voluntária da gestação movimentou multidões e mudou tom do debate público sobre os direitos das mulheres no país e na região; no Brasil, enquanto o STF discute a descriminalização da prática, movimentos feministas observam estratégia argentina, que também incluiu avanços no Judiciário
Exclusivo para assinantesPolítica 2018

NOVOS NOMES: “Eu tenho essa capacidade de diálogo, e minha campanha fala sobre isso”, afirma Tatiana Roque

Pesquisadora tarimbada na Matemática brasileira, Tatiana Roque, professora do Instituto de Matemática/UFRJ, doutora na área de História e Filosofia das Ciências pela Coppe/UFRJ, já fez muita política na universidade. É uma voz ativa no debate sobre direitos na educação, reconhecida como liderança e em 2015 assumiu a direção do sindicato docente da UFRJ.
Exclusivo para assinantesPolítica 2018

Saiba quanto cada partido terá que destinar às campanhas de mulheres; MDB lidera montante, seguido pelo PT

Os partidos poderão ter acesso à fatia do dinheiro que lhes cabe, e que poderá ser usada a partir de 16 de agosto, quando começam oficialmente as campanhas. Até lá, as secretarias de mulheres dos partidos também se articulam cada uma à sua maneira para buscar garantir o cumprimento do repasse de pelo menos 30% desse Fundo às campanhas de mulheres.